quarta-feira, 11 de junho de 2008

Celebrar a amizade

© mcg (Jun. 2008)

Ontem, enquanto o país comemorava o Dia de Camões, de Portugal e das Comunidades Portuguesas, numa varanda em festa o branco da paz e o verde da esperança fundiram-se com muitas outras cores, tornando ainda mais vibrante um dia ensolarado, que o anfitrião tão bem soube negociar com o "Santo das Chaves".
Nesta varanda sobre a cidade, palco de tantos outros festejos, cruzaram-se amizades antigas e laços recentes numa comunhão de sensações só possível quando se celebra a amizade.

6 comentários:

Rosa Negra disse...

Na varanda da paz, que já começa a tornar-se um ícone de simbolismos, acredito que estivémos muito perto do céu :))

Viajante disse...

Mas, mas, mas... vocês deixam-me sem jeito :)

Mcg, acertaste no ícone principal do cenário: a Gardénia. Corri tudo para encontrar uma que me agradasse para estar "presente" no dia 10...

Sou um chato de um ritualista.

Obrigado pelos vossos sorrisos e pela vossa paz.

Bjs

MCG disse...

Tens razão Rosa Negra.
E o ritual teria sido completo, não fosse a falta do cachimbo...
:))

MCG disse...

Ora Viajante, a gardénia "trouxe-a" da tua varanda! É verdade que não pedi permissão, mas ritual é ritual...

Bjo

CamaReira disse...

Essas são as melhores celebrações.
"Amizade é um amor que nunca morre"

Beijos

MCG disse...

Camareira
E olha que este "amor" tem sido sujeito a algumas provas duras...