segunda-feira, 5 de maio de 2008

Sem resposta

― Desculpa. Não quero ser chata, mas tens alguma intenção de vires a encontrar-te comigo?
― Estou tão confuso... Tenho a cabeça num oito. Não sei o que pensar.
― E como é que achas que me sinto? Só te peço que nos encontremos p’ra conversar e nos entendermos. Afinal já somos crescidinhos!
― Somos, pois somos... Sabes, gosto da tua maneira de ser.
― Mas...
― Mas mete-me medo.
― O quê?!
― Intimidas-me...
― Porquê?

5 comentários:

PsYcHo_MiNd disse...

Por que é que sempre que não se quer ou não se sabe o que se quer é sempre por medo!?! Se não se arrisca, nunca se saberá!

mcg disse...

Psycho
Aí está algo para o qual gostava muito de encontrar resposta.

Pipas disse...

Parece que andamos todos sem resposta...

Viajante disse...

É o mal do mundo de hoje, definitivamente, a falta de respostas ;)

Muito nós gostamos de complicar a vidinda...

mcg disse...

Sem dúvida Viajante. Já disse várias vezes que na próxima encarnação quero um QI bem baixinho. Daqueles em que não questionamos coisa nenhuma!